Nossa História

nossa históriaA CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) apresenta um documento que trata da realidade das ditas Comunidades Novas. O texto enfatiza, dentre outras características próprias dessa nova realidade na Igreja, a espiritualidade baseada nos pilares da Renovação Carismática Católica: a vivência pessoal e comunitária com Deus, o uso dos dons carismáticos, a promoção humana, o estudo bíblico, a adoração ao Santíssimo Sacramento e a veneração ao testemunho dos santos com atenção especial à virgem Maria.

A Comunidade Católica Mãos de Pai, identificando-se com essa experiência de oração e de associação de fiéis, manifesta o desejo de estar inserida como movimento para leigos consagrados, que desejam abraçar a realidade de Comunidade Nova, expressando um profundo anseio no serviço à Igreja, em unidade com os diversos movimentos que a compõe.

Esse chamado surgiu em 20 de março de 2003, na cidade de Fortaleza, na cidade de Foetaleza – Ceará, a partir de um pequeno grupo de oração fundado pelo professor Bonifácio Vieira Neto, que contemplava inicialmente, a evangelização de alunos e funcionários do então Colégio Santo Tomás de Aquino, pertencente à paróquia de Nossa Senhora de Fátima.

O início da missão sinalizou muitos obstáculos. Devido aos recessos do colégio, os encontros para a evangelização dos jovens foi comprometido. Então a solução suscitada foi dar início às “missões”. Visitas em instituições responsáveis pelo amparo de crianças e idosos, com a finalidade da promoção humana e o anúncio da Palavra de Deus. Surgia a partir desta nova realidade, o Núcleo de Misericórdia, o primeiro ministério da “Obra” Mãos de Pai.

As missões foram desenhando a mística da Vocação e dando abertura para o surgimento de outros ministérios de serviço apostólico. “Canto à Misericórdia” evento que envolvia a presença de bandas católicas, as “Mil Ave-Marias”, encontro que consagrava a Comunidade aos cuidados de Nossa Senhora foram alguns serviços originados pelas missões.

Em 2004, a Comunidade foi convidada a participar da equipe de apoio de um dos eventos católicos mais importantes do estado do Ceará, o “Queremos Deus”. E no mesmo ano, já participava também da “Caminhada com Maria”, eventos realizados pela Arquidiocese de Fortaleza.

A paróquia de Fátima lhes confiou também um projeto de evangelização para crianças e jovens na periferia do bairro, na então comunidade Aldaci Barbosa. Lá foi formado um dos grupos da Vocação, o “Filho Meu”, que nas manhãs de sábado apresentava o amor do Pai à juventude da “Boba”, como era conhecido o lugar.

Em 05 de janeiro de 2006, a Comunidade passou a ter a sua sede, localizada na Avenida Luciano Carneiro, Número 2540, no bairro Vila União. Inaugurada no dia 13 de Janeiro de 2006, com o nome de Casa de Maria Auxiliadora. O serviço de evangelização a partir de então, estaria centrado junto à paróquia Jesus, Maria e José, pastoreada pelo pároco Marcos Mendes.

As obras de Misericórdia também ganharam mais espaço a partir da aquisição da Casa de Maria Auxiliadora. Surgia o núcleo São João Bosco, responsável pelos projetos:

alfabetização de adultos e “MPVEST”, curso livre de preparação para o vestibular, destinado à juventude carente, desejosa por ingressar na Universidade. O “Sopão nosso de cada dia”, a festa das crianças, o “Natal em família” com os coletadores de material reciclável, dentre outros, foram novos projetos que viabilizaram promoção humana e o resgate da dignidade de filhos de Deus, daqueles que a Vocação pôde contemplar.

A evangelização ganhou mais espaço com a recitação do Terço Mariano nas noites de segunda a sexta e com o Ofício da Imaculada Conceição aos sábados. O núcleo São Gabriel, além da página na internet, criava “Amorevollezza”, informativo mensal da Comunidade, distribuído no Vila União e bairros vizinhos.

Por discernimento do Conselho Geral da Comunidade, em Setembro de 2008, não houve renovação do contrato de aluguel da casa de Maria Auxiliadora. No dia 05 de Outubro de 2008, a Comunidade mudou-se para o Centro Social Luzia, com o apoio da Paróquia Jesus, Maria e José.

As atividades da Comunidade foram todas direcionadas para o prédio localizado na Rua Arthur de Carvalho, N 280, Vila União, o que oportunizou o surgimento do grupo para adolescentes, nome de “Cordeiro de Deus” e a revitalização do grupo infantil “Filho Meu”, agora no horário da missa dominical da Capela de Santa Luzia.

Diante deste pequeno histórico, percebemos que o Chamado Mãos de Pai busca cumprir a sua missão na Igreja, enfatizando a importância do papel do cristão leigo no mundo. Com firme convicção no desejo de sempre experimentar da radicalidade do Evangelho, a Comunidade renova constantemente seus propósitos, aceitando o contínuo desafio para uma nova evangelização em sua missão específica.

A missão Mãos de Pai tem se esforçado por caminhar na estrada de Jesus, sempre atenta em perceber e em corresponder o cuidado de Deus que continuamente se manifesta através do derramamento de Sua Graça, do auxílio de Maria, da proteção dos Santos Anjos e da intercessão de São José e dos demais santos baluartes da Vocação. Somente apoiada nesta tão nova e tão antiga certeza de consagração de vida é que a Vocação poderá realizar o sonho de Deus; Ele que anseia a ouvir a voz do coração de seus filhos clamando:

“MEU SENHOR, MEU DEUS E MEU TUDO,
PONDE EM MIM, VOSSAS MÃOS DE PAI.”